É hora de mostra nossa força

Publicado em: 7 jun 2017

Estamos passando por uma grande turbulência política. A famosa crise política, iniciada e fomentada por um perdedor, que não se conformou com os resultados das urnas, atingiu também o setor econômico e financeiro do Brasil. O patronal vem sangrando na pele, para defender os interesses contra a classe trabalhadora.
Se não bastasse isso, com a ascensão do governo golpista, umas séries de medidas estão sendo tomadas, para acabar com todos os direitos adquiridos ao longo dos anos. Dentre elas pode-se citar a Reforma da Previdência e a Reforma Trabalhista. Quando reformamos algo, reformamos para melhorar, para deixar mais aproveitável. Com a Previdência e as questões Trabalhistas está acontecendo o contrário: as reformas servem apenas para tirar direitos de todos o trabalhadores(as).
Quando ocorreu o golpe parlamentar, que retirou a presidenta Dilma, eleita democraticamente, os empresários através da FIESP, transformaram seus interesses em um imenso “pato amarelo”, o qual tinha como slogan que: “Nós não vamos pagar essa conta.” E assim aconteceu! Liderados pela FIESP, os patrões chegam agora no governo e, cobram a sua parte no apoio ao golpe. Realmente eles não vão pagar a conta dessa baderna que alimentaram. Mas, passaram à classe trabalhadora o custo de conta injusta. Querem que nós, trabalhadores(as) fiquemos com o carga negativa, de uma crise criada para atender interesses pessoais.
Com a Reforma Trabalhista, o patrão vai poder contratar outro trabalhador, através de um CNPJ. No final do mês, ao invés de emitir um holerite e arrecadar os impostos trabalhistas, pagar o INSS e recolher o FGTS, ele apenas pagará o valor descriminado na nota fiscal, emitida pelo prestador de serviço. Não haverá mais vínculo empregatício, apenas um contrato de trabalho. O trabalhador sairá penalizado não só por não ter os direitos trabalhistas recolhidos, mas também, por não ter férias e tão pouco o 13º salário. Sem contar os acordos que poderão ser feitos entre patrões e funcionários, passando por cima da CLT. Será um acordo, sobre o legislado. Não tendo, por exemplo, um sindicato, que o defenda e garanta seus direitos, contra os ataques do capital.
Na Reforma da Previdência, nós vamos pagar e não vamos desfrutar da aposentadoria. Aos 70 anos, quando conseguirmos nos aposentar, estaremos enfrentando a dura realidade da idade. Imagine uma pessoa, que trabalhou por mais de 40 anos, nos pés de uma máquina. Será que teremos condições para gozar com saúde o benefício da aposentadoria? Vamos pagar, e quem vai utilizar esse dinheiro será o governo, para cobrir o rombo que ele mesmo criou. Essa reforma é a mais cruel e maldosa já proposta. Esgota todas a possibilidades dos trabalhadores(as) terem qualidade de vida após anos de trabalho.
Cabe ainda destacar, que o governo está perdoando a dívida da previdência, de várias empresas de grande porte. Ao mesmo tempo, transfere essa divida aos trabalhadores(as). É justo isso? Nós vamos pagar pela dívida e sonegação de multinacionais e grandes grupos empresariais?
É preciso ficar atento e lutar contra essas “reformas”. Ambas só tiram direitos da classe trabalhadora. O governo e os parlamentares financiados pelos empresários desse país andam a passos largos, quando o assunto é de interesse deles. A Reforma Trabalhista já passou na Câmara Federal e agora tramita nas comissões do Senado, podendo ir à votação em plenário em breve.
E você trabalhadores(as), o que vai fazer? Assistir tudo passivamente? Vendo seus direitos irem embora?
É hora de mobilizarmos e irmos à luta! Não podemos ser meros expectadores. Somos o personagens principais dessas reformas.
Metalúrgicos uni-vos!

Escrito por Adão de Brito

Adão de Brito Secretário Geral

Website: http://www.metalurgicosdeitu.com.br

Voltar

Blog do Metalúrgico

Lutar e defender nossos direitos

Companheiros (as) A classe trabalhadora, em especial os …

É hora de mostra nossa força

Estamos passando por uma grande turbulência política. A famosa c …

Pesquisar no site

informe-se!

última edição

rádio cut

Galeria de Vídeos
Galeria de Fotos

Sindicato dos Metalúrgicos de Itu, Boituva, Cabreúva e Porto Feliz!