Trabalhadores(as) em assembleia decidem negociação por empresas

campanha_salarial_2016-20Na manhã de 08 de outubro, os Metalúrgicos de Itu e Região estiveram reunidos em assembléia, e aprovaram as propostas patronal do Grupo 2 e Estamparia, para as empresas pertencentes aos demais Grupos Patronais, caso apresente a proposta conforme o G2 e Estamparia o Sindicato já firma o acordo.
Também foi aprovado nos Grupos 3,8,10 e Fundição, o encaminhamento do “Comunicado de Greve”, caso a empresa não conceda a reposição do INPC (Índice Nacional de Preço ao Consumidor) de 9,62%. Com essa deliberação, os trabalhadores(as) autorizaram a direção do Sindicato a negociar por empresa, ficando a proposta da seguinte maneira: se a empresa for pagar os 9,62% em uma só vez, o Sindicato poderá realizar o acordo. Caso a empresa for parcelar o reajuste, e os trabalhadores(as) aceitarem em 2 vezes, sendo o acordo semelhante ao Grupo 2, com a realização de assembléia na porta da fábrica, para aprovação da proposta da empresa.
Desde então, a direção do Sindicato dos Metalúrgicos de Itu e Região, está realizando diversas assembleias nas portas das fábricas e realizando os acordos de reajuste por empresas.
A diretoria do Sindicato ressalta que: somente com a mobilização e união dos trabalhadores(as), é que conseguiremos a conquista do nosso reajuste. Vamos mostrar aos patrões, que nós não vamos pagar o pato.

SINDICATO NACIONAL DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS – SINDIMAQ e SINDICATO DA INDÚSTRIA DE APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E SIMILARES DO ESTADO DE
SÃO PAULO – SINAEES
GRUPO 2 :

6,62%SET/16 + 3,0% em FEV/17. (este parcelamento só nos salários).
Teto corrigidos em setembro com 9,62%,Décimo terceiro; férias individuais/coletivas e pagamento de verbas rescisórias referentes a demissão ocorrida entre 01/09/16 a 31/01/17, serão pagos corrigidos com 9,62%
Pisos de admissão corrigidos com 6,62%, com o compromisso de discutir melhorias no ano que vem. Para o TETO salarial de R$ 8.340,87.

SINDICATO NACIONAL DAS INDÚSTRIAS DE ESTAMPARIA
SINIEM

ESTAMPARIA (Proposta concreta – incidência de títulos semelhantes ao ano passado, apenas a RESCISÃO ocorridas no período de 01/09/16 a 31/01/17, que a exemplo do ano passado foi corrigido pela INPC cheio, esse ano tá querendo corrigir só pelo percentual de setembro – 6%).
6,5% SET/16 + 2,93% aplicado sobre os salários vigentes em 31/01/17em FEV/17.
Parcelamento em TUDO, salários, pisos e teto.
Para o TETO de R$ 7.574,84 em 31/08/2016
Em 31/01/2017º teto e R$ 7.796,78;

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE FUNDIÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SIFESP

1. Econômico
a) – reajuste de 6% sobre os salários praticados em 31 de agosto de 2016, a partir de 01 de setembro de 2016;
9,62% sobre os salários praticados em 31 de agosto de 2016 (ou 3,342% sobre o salário de janeiro de 2017) a partir de 01 de fevereiro de 2017.
b) as mesmas condições e prazos de reajuste serão aplicadas aos pisos salariais, férias e 13º;
c) no caso de rescisões antes de fevereiro de 2017, as verbas rescisórias serão calculadas pelo reajuste integral (9,62%);

 

Tadeu Italiani

Jornalista e Assessor de Imprensa do Sindicato dos Metalúrgicos de Itu e Região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *