Reajuste Salarial dos trabalhadores Metalúrgicos de Itu e Região deve injetar em torno de R$ 38 milhões na economia durante um ano

O reajuste salarial (8%) conquistado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Itu e Região na Campanha Salarial unificada à FEM-CUT/SP vai injetar, nos próximos 12 meses, cerca de R$38 milhões na economia de Itu, Boituva, Cabreúva e Porto Feliz.
Esse valor se refere ao reajuste salarial de cerca de 16.509 trabalhadores da base do Sindicato, mensalmente o impacto é de aproximadamente 3 milhões. Para chegar a esses números, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) utilizou dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), ambos do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).
Na TABELA 1 segue o impacto econômico do reajuste por município, e o número de trabalhadores metalúrgicos de cada. Por Itu concentrar o maior número de trabalhadores, o impacto foi maior, injetando na economia local cerca de 22 milhões de reais. (Fonte: DIEESE Subseção Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos Itu/Salto)

Tadeu

Jornalista e Assessor de Imprensa do Sindicato dos Metalúrgicos de Itu e Região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *